telefones

(11) 3822 3312
(11) 3666 2465

CAF

CAF

O que é?

CAF é a sigla de Cirurgia de Alta Frequência, um procedimento ginecológico que ganhou espaço na área da medicina por ser um tratamento de cauterização capaz de queimar e remover o tecido afetado pelas ectopias provocando danos mínimos à pele, o que facilita o posterior processo de cicatrização da região. A escolha por este procedimento cirúrgico dependerá da espécie, da extensão e localização da infecção. É um tratamento ideal para tratamento de ectopias muito extensas. Passou a ser muito usado no tratamento de doenças pré-malignas situadas na vulva, na vagina ou no colo do útero. Outra grande vantagem que a CAF exerce sobre a cauterização à laser é que ela permite que o segmento retirado seja examinado pelo médico, possibilitando um diagnóstico aprimorado e o tratamento completo da inflamação. Desta forma, também evita qualquer ameaça de câncer oculto. O processo não costuma causar dor e o sangramento da região é mínimo. Além disso, trata-se de uma cirurgia de baixo custo, que pode ser feita na maior parte das vezes sob efeito de anestesia local e não requer internação hospitalar. Os riscos da CAF são bem menores, o que aumentam as chances de sucesso. É uma ótima alternativa para mulheres que desejam engravidar, pois não causa danos aos órgãos.

Procedimento:

A CAF pode ser feita na própria clínica ginecológica e costuma ser um procedimento bastante rápido, durando em média meia hora. A infecção é analisada através de um exame de colposcopia, que permite visualizar e identificar a exata localização do tecido doente. Após esta avaliação, é aplicada na paciente uma anestesia local para então poder remover o segmento afetado através de um bisturi elétrico de baixa voltagem e alta frequência de corrente. Após este procedimento, o médico ainda realiza uma eletrocoagulação dos vasos sanguíneos com o objetivo de evitar que ocorra uma hemorragia. Caso não seja detectado nenhum risco, a paciente é liberada para voltar à sua rotina normal. O material segmentado é enviado a um laboratório para ser analisado.

Recuperação

Após a CAF, existem alguns cuidados que devem ser tomados pela paciente para assegurar uma boa cicatrização da região lesionada. As relações sexuais, até mesmo as que contam com uso de preservativo, devem ser evitadas pelo período de um mês. É normal que a paciente note uma solução aquosa com sangue saindo de seu organismo. Esta secreção tende a cessar. Caso o sangramento permaneça ou seja notado qualquer outro tipo de complicação, basta que a paciente retorne à clínica para realizar uma nova colposcopia que identificará o problema.