telefones

(11) 3822 3312
(11) 3666 2465

Ninfoplastia

NINFOPLASTIA

O que é?

A ninfoplastia se configura como uma cirurgia plástica que tem como intuito a recuperação da autoestima da mulher, que pode ser extremamente abalada por traumas psicológicos. Trata-se de uma complicação que afeta a vida sexual de muitas mulheres e faz com que estas sintam vergonha do seu corpo. Mas antes de explicar como funciona a ninfoplastia, é preciso entender a anatomia da vagina. Este órgão é compreendido por dois lábios vaginais: os grandes e os pequenos. Porém, em pacientes da ninfoplastia, o que ocorre é que os lábios pequenos são maiores do que os grandes. Esta com desproporcionalidade gera estranheza.A situação se agrava ainda mais pela coloração aparentemente escurecida que o tecido adquire. A ninfoplastia tem então a finalidade de corrigir esta anomalia. Geralmente, é retirada a pele excedente dos lábios pequenos. Mas, em alguns casos da ninfoplastia, os lábios grandes também sofrem redução.

Por que fazer?

Na maior parte dos casos, a ninfoplastia é recomendada para mulheres que se sentem desconfortáveis com a desproporcionalidade dos lábios vaginais. Porém outros motivos podem ser problemas decorrentes da má higienização do órgão genital feminino. Existem raras situações em que o tamanho dos lábios vaginais faz com que a limpeza do órgão não seja efetuada completamente, o que faz com que permaneçam na região algumas secreções e gotas de urina que se juntam e causam infecções como a candidíase. Nestas situações, é preciso primeiro tratar das lesões antes de realizar a cirurgia. Por isso, nestes casos, é importantíssimo que a mulher recorra à ninfoplastia, Existem ainda muitas mulheres que procuram a ninfoplastia porque os lábios vaginais provocam dor durante as relações sexuais. Isto ocorre devido ao fato de, durante o ato, estes excessos de pele acabarem se dobrando para dentro da cavidade vaginal, causando desconforto.

Procedimento:

A ninfoplastia geralmente é um procedimento rápido, tendo a duração aproximada de uma hora. Inicialmente, são injetadas na mulher uma anestesia local e um sedativo, para que ela durma durante o processo. Após esta etapa, o tecido excedente é retirado e, para costurar a região afetada, são introduzidos pontos absorvíveis. Terminado o procedimento, se for verificado que a paciente se encontra em boas condições, a alta médica é dada no mesmo dia.

Recuperação:

A recuperação da ninfoplastia exige alguns cuidados para evitar a abertura dos pontos e o desenvolvimento de infecções locais. O processo de cicatrização do tecido danificado costuma levar seis meses. Felizmente, a cicatriz resultante da ninfoplastia não costuma ser muito aparente. No começo, são muito comuns os aparecimentos de inchaço (edema) e esquimose, que vem a ser uma lesão leve em um vaso sanguíneo localizado na vagina sofrida no momento em que a ninfoplastia foi feita, que faz com que a região atingida ganhe uma coloração mais roxa. Estas infecções tendem a desaparecer após duas semanas. Antes de um mês, também é indicada a cessão de relações sexuais, para garantir que os pontos aplicados durante a ninfoplastia estejam resistentes. Em relação a volta da rotina de trabalho, tudo depende de qual a área em que a paciente atua. Se for uma profissão que não exija muito esforço físico, o retorno é permitido três dias após a realização da ninfoplastia. Caso exiga, é recomendada a espera de três semanas.