telefones

(11) 3822 3312
(11) 3666 2465

Ovários Policísticos

OVÁRIOS POLICÍSTICOS

O que é?

A Síndrome dos Ovários Policísticos se caracteriza como uma disfunção do processo de ovulação devido a um desequilíbrio hormonal. Em uma gravidez normal, os cistos nos ovários aparecem normalmente. Porém, tendem a desaparecer no final do período menstrual. Porém, na Síndrome dos Ovários Policísticos, os cistos permanecem nos ovários, modificando seu volume, que chega até a dobrar de tamanho. Isto, por sua vez, interfere no equilíbrio hormonal porque os hormônios masculinos chamados andrógenos passam a ser produzido de maneira exacerbada. O distúrbio tende a afetar também o ciclo menstrual de maneira geral, que se torna irregular, já que a portadora da doença passa a ovular com um frequência menor. Passam a ocorrer apenas dois ou três episódios de menstruação por ano. Esta mulher começa então a perder sua fertilidade e passa a ter mais dificuldades de engravidar.

Causa:

Não existe uma causa específica para o desenvolvimento da Síndrome dos Ovários Policísticos. Mas existem suspeitas de que a doença é consequência do organismo realizar uma produção exagerada de insulina que, ao entrar em contato com o sangue, provoca o desequilíbrio hormonal.

Sintomas:

Os sintomas da Síndrome dos Ovários Policísticos são causados justamente devido ao aumento de hormônios masculinos no corpo. São eles:

• Manchas na pele, principalmsente nas axilas e atrás do pescoço;
• Excesso de peso; que tende a piorar ainda mais a Síndrome dos Ovários Policísticos. Em algumas ocasiões, as mulheres apenas percebem os sintomas da doença quando ganham peso;
• Perda de cabelos;
• Pele mais oleosa e aparecimento de espinhas e cravos;
• Aumento de pelos no rosto, seios, queixo e buço;

Tratamento:

Estima-se que a Síndrome dos Ovários Policísticos afeta 20% das mulheres que estão em período fértil. A disfunção pode ainda provocar o desenvolvimento de obesidade, diabetes tipo 2 e o doenças cardiovasculares. Por isso, é importante que, ao sentir os sintomas, a mulher procure o seu médico. É essencial lembrar que o que se trata são os sintomas já que esta é uma doença crônica. A identificação da Síndrome dos Ovários Policísticos é realizada através de exame de ultrassom no qual é possível visualizar o aumento dos ovários. Em outros casos, é possível detectar os ovários policísticos já no exame de rotina. Existem medicamentos como o próprio anticoncepcional que ajudam a controlar os sintomas da doença.

É preciso esclarecer também a diferença entre os ovários policísticos e cistos de ovário. No primeiro caso, a quantidade de cistos é menor e seu tamanho não chega a ultrapassar meio centímetro de diâmetro. Já no segundo, o tamanho dos cistos é muito maior e varia entre três e dez centímetros.