telefones

(11) 3822 3312
(11) 3666 2465

Sexualidade

SEXUALIDADE

Antes de iniciar a apresentação do termo “sexualidade”, é preciso primeiro esclarecer que existe uma diferença entre sexo e sexualidade, que muitas pessoas tendem a confundir.

O termo “sexualidade” diz respeito à todas as nossas formas de expressão, aos nossos sentimentos, às vivências e às sensações de prazer. Enquanto que o sexo se restringe às relações sexuais e à definição dos órgãos genitais. Apesar de estarem associados, trata-se de conceitos diferentes. A abrangência da sexualidade se deve ao fato de que tudo o que sentimos e pensamos acaba interferindo no nosso comportamento e consequentemente nossa sexualidade. Da mesma forma, a sexualidade influencia nossos pensamentos e sentimentos. Mas esta relação muitas vezes faz com que deixemos de conhecer e cuidar nosso corpo, tornando-nos mais vulneráveis.

Justamente por ser um conceito tão amplo e envolvido diretamente com o nosso corpo e a nossa vida, a sexualidade na verdade se manifesta de formas diferentes nas pessoas, a partir das experiências e da realidade em que vivem. Cada indivíduo é responsável por decidir quando irá despertar a sua sexualidade. Diferentemente do sexo, que conta com diversas transformações corporais que alheias à nossa vontade.

A sexualidade é um conceito tão fundamental para a existência do homem que seu estudo data de muito tempo atrás, mais especificamente desde o período da Grécia Antiga. As pesquisas tinham o intuito de descobrir técnicas anticoncepcionais que pudessem controlar a taxa de natalidade. O sucesso e a popularização dos métodos contraceptivos fizeram com que este objetivo se concretizasse no século II a.C, quando se comprovou uma queda da taxa na região do Mediterrâneo.

Entretanto, embora os avanços à serviço da sexualidade ainda perdurem, a confusão entre sexualidade e sexo fez com que surgisse também uma série de preconceitos e crenças populares que fizeram com que muitas mulheres tivessem uma série de problemas que muitas vezes as impedem de entrar em contato com sua própria sexualidade. Surgiram assim, não somente problemas sociais, mas também problemas de saúde pública. A mulher muitas vezes não tem conhecimento sobre seu corpo e acaba não percebendo sintomas que, com o desenvolver de sua evolução, podem provocar problemas bastante graves como o desenvolvimento de DSTs, câncer e o surgimento da gravidez não planejada.

Por isso, é importante que a mulher se interesse por entender a sua sexualidade e conhecer o seu corpo. Para poder se prevenir contra doenças que coloquem em risco sua vida. Para isso, ela precisa estar recorrentemente em contato com um ginecologista, já que ele é quem tem uma carga maior de conhecimento sobre a sexualidade de forma geral e poderá auxiliá-la melhor no conhecimento de seu corpo. A mulher deve sempre realizar exames de rotina, obedecer à todas as orientações médicas e estar mais atenta aos sinais que se manifestam em seu organismo. Desta forma, poderá assegurar que sua saúde está sempre em dia.